quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Semana para esquecer…

A minha semana não começou bem, como facilmente se depreende do “Porque estou…”.
(volto a agradecer todos os carinhos que recebi!)

A boa disposição foi voltando… e hoje… fui ao chão, literalmente! :( … sim há uns tempos que não “provava” o asfalto mas hoje, molhadinho e com óleo à mistura, estava mesmo irresistível! Brinco mas não teve muita piada voltar a casa e trocar de mota… conduzir sem pedal das mudanças não dá lá muito jeito… foi assim o princípio do meu dia… orgulho de motociclista ferido (só acontece a quem anda)… mazelas?… poucas… uma dor aqui outra ali… a minha menina é que lá vai ter mais coisas a fazer na revisão – a dolorosa vai sê-lo ainda mais! :(

Será esta uma semana para esquecer? Uma coisa é certa, não vai deixar grandes saudades…

Amanhã já é sexta e depois … (depois esperem pelo meu próximo post para saberem o que me vai acontecer)

FATifer

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Tentativa - Animar o Fat :)

Bem amigo, vou tentar, a ver vamos o que consigo ;)!











Sorri que as tristezas só atrapalham...lembra-te dos conselhos que me deste quando eu estava down ;)!

Vá, pega na bichinha e vai dar uma volta!
Abreijossssssssssssssssssssssssss grandes de mim para ti
P.S. - Movi a torre com toda a força :)!

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Porque estou...

O que fazer quando se está tão triste que nem chorar se consegue?

Este é um sentimento que não se deseja a ninguém mas que às vezes sentimos...


Pensar que só experimentando o mau se pode apreciar o bom, pode ser verdade mas não ajuda...


O que fazer?



Esperar que passe!


FATifer

PS – sim… já passa… senti, no entanto, necessidade de partilhar este texto que escrevi há muito… mas que podia ter escrito hoje…

domingo, 26 de outubro de 2008

Planta blogueira



Enfim a prova cientifica que nos faltava!
(Só ainda não sei exactamente de quê)

Quem é que nunca olhou para o seu blogue e pensou: Que raio de merda é esta que não tenho uma boa ideia para escrever hoje?!

Pois é, depois desta noticia, o meu modo de olhar para este ou qualquer outro blogue, nunca mais será a mesma.

No Japão foram ligados sensores a uma planta de 40 cm. Os sinais eletricos emitidos por ela são transmitidos a um computador que transforma esses sinais em frases e que, por sua vez, são publicadas em blogue: o blogue da planta japonesa, escrito em japonês.

O tema do blogue é a descrição da própria planta sobre o seu dia-a-dia, em posts diários.

Não tenho informação sobre comentadores. Imagino que possam chamar-se Jacintos, Narcisos, Margaridas, Rosas, Dálias ou Violetas. Só duvido muito é que troquem ideias sobre receitas de pratos vegetarianos.

Eu própria tenho uma planta com cerca de 40 cm na varanda. Imaginei-me logo a fazer o mesmo e ela até me ajudaria a manter isto animado, principalmente se relatasse o que via quando os vizinhos da frente se despem de luz acesa e sem fecharem as janelas...

Tenho mesmo muita pena de não saber japonês, que saber o que vai dentro da cabeça (ou caule) de uma couve, de um pé de salsa ou de um goivo deve ser uma coisa absolutamente fabulosa!

Há que evoluir este mundo da blogo-coisa, sim senhor!
:)

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Olhar e ver…

Há coisas que olhamos e não vemos… e depois há imagens, como estas, que nos baralham... por mais que olhemos… não acreditamos no que vemos!





Quando conseguirem recuperar do nó no cérebro, comentem se quiserem…

FATifer

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Começar bem o dia

.
Tinha muitos e bons planos para o dia de hoje :)

Como esses planos ficavam a alguns Km de casa, precisava mesmo de utilizar o carro.
Estava prestes a sair quando, gentilmente, os senhores que andam a repavimentar a minha rua me pediram para "puxar o carro mais pra cima", pelo que peguei na chave e lá fui.
Assim que saí vi que tinham colocado três montes de brita (ou whatever) uns dez metros a sul do meu carro e que ocupava totalmente a via e uma outra idêntica a norte, a uns dez metros também, pelo que fiz marcha-atrás uns sete metros e foi óptimo porque assim deixei de ter o carro bloqueado entre quatro montes de pedras e passou a estar bloqueado apenas junto a um deles.

Como os trabalhadores (que só encontrei depois de grande procura, a pé) me disseram que só o conseguiriam desbloquear sobre a hora do almoço (agora, portanto), vim ver o meu horóscopo para hoje, a ver se haveria hipóteses de melhoramento e foi isto que encontrei:

(Previsões para 22-10-2008 - Correio da Manha)

Signo de Carneiro

Aumenta a probabilidade de um envolvimento; não reme contra a maré. Aproveite a conjuntura com calma, sabedoria. Boa altura para fazer estudos de mercado.



Portanto, analisando a situação... "envolvimento" só se for com o negro que manobra a máquina e que me vai (ou não) permitir tirar daqui o popó.

"Remar contra a maré" só se for ajuda-lo a mexer as pás da escavadora mais depressa.

"Com calma" porque não sabem a falta que um carrinho faz quando uma mulher tem planos!

"Sabedoria" deve ser porque falo crioulo e negociei o melhor possível a hora da minha libertação.

A única coisa que no signo parece não bater certo é mesmo a parte dos "estudos de mercado"... é que eu até gostava de ir estudar o mercado, era mesmo isso que eu ía fazer hoje (era mais o Vasco da Gama ou o Colombo, aliás), só não consigo é sair de casa!

E ainda há quem ache isto dos signos uma treta!

domingo, 19 de outubro de 2008

Arrumar a casa…


Ontem arrumei a minha secretária…

Porque é que arrumar fisicamente nos dá, também, o “bem estar” de te arrumado algo na mente? Comigo pelo menos isso acontece… há semanas que acumulava papéis e coisas várias quase a monte… isso dava-me uma sensação de desordem… não me entendam mal, não sou nenhum maníaco da ordem, até costumo dizer que me entendo muito bem no meu caos, nele sei exactamente onde tudo está mas… chega um ponto onde sinto necessidade de arrumar… não vos acontece isso também?

Arrumo e encontro papéis… que me fazem reviver… tenho esta mania de guardar tudo (ou quase) o que me permite esse pequeno prazer de relembrar… uma conversa num bar (ao ver a conta que guardei) um almoço agradável, um filme que adorei (colecciono bilhetes de cinema onde escrevo sempre com quem vi o filme)…

A nossa existência, enquanto seres humanos, é uma constante luta de impor a nossa ordem no caos que nos rodeia… digo eu… penso eu… cada um de nós tem a sua ordem… a de alguns nem parece ordem, a de outros é tão meticulosamente imposta que toma forma de disciplina… todos temos a nossa forma de estar e, no nosso mundo, impomos (ou tentamos impor) as nossas regras à “realidade”… eu… gosto de “arrumar a casa” de vez em quando… porque me faz pensar no que fiz, no que quero fazer, no que me rodeia…

Ontem arrumei a minha secretária e revivi momentos que vivi… sorri… relembrei conversas, caras e sorrisos… confrontos de ideias, indignações e desilusões… coisas que comprei, prendas que dei, sorrisos e caras de espanto que provoquei…

… enfim… ontem arrumei a minha secretaria e tudo voltou ao lugar… ou pelo menos ao lugar que eu determinei… e isso deu-me uma nova paz de espírito…


Uma óptima semana para todos,
FATifer

sábado, 18 de outubro de 2008

Escrever…

Porque gosto de escrever?
Gosto de descrever
coisas que vejo, sinto ou ando a ler
partilhar emoções, sensações ou formas de ver
o que me rodeia e tento conhecer

Por vezes apenas gosto de brincar com as palavras
Fazer rimas ou dizer coisas parvas
Outras há, que tenho algo para dizer
Preciso transmitir, fazer
Sair do peito ou da mente
Antes que rebente!

Escrever pode doer
Escrever pode fazer sofrer
Escrever pode comover
A nós e a quem acaba por ler

Há quem escreva para viver
Há quem escreva para sobreviver
Porquê escrever?
Cada um terá a sua forma de responder…


FATifer

PS -Queria escrever sobre escrever mas saiu isto … e vocês porque escrevem?

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Descubram as diferenças hihihiihih

Não é que sejamos complicadas, conseguimos é tocar em vários botões ao mesmo tempo enquanto os homens um dá-lhes conta da cabeça :).


Palavras para quê??? eheheheh


Ahhh pois é, somos muito mais complexas por isso somos tão difíceis de contentar.


O romantismo está sempre presente mas manifesta-se de formas opostas!


Bem...aqui não concordo eheheheh! Não podia ser tudo mau para eles!

Ahhh pois é...pelos tin tins! MULHERES AO PODER!

Er....será que é mesmo ali que ela tem teias de aranha? eeheheheheh
Abreijos, rir é sempre o melhor remédio...para tudo!

Para ilustrar as enxaquecas do texto da Pax


terça-feira, 14 de outubro de 2008

Aviso sobre conteúdos

Disse que agiríamos de acordo com o resultado da votação pelo que, por mais que os últimos posts até parecessem desaconselhar essa medida, decidimos retirar o aviso sobre conteúdos da entrada deste espaço. Continuaremos a escrever o que bem nos apetecer quando bem nos apetecer, agradecendo a todos os que nos visitam pelos seus comentários e opiniões.

Continuação de boa semana para todos,
FATifer

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

A origem da humanidade

.
Apesar de na época ainda não existir a escrita, a primeira conversa entre Deus e Adão ficou registada.

Diz-se até que continua a ter uma certa actualidade, tanto na parte comportamental do primeiro homem... como na da primeira mulher.


Então foi assim:


Deus disse:

- Adão, quero que desças o vale.

- O que é um vale, Senhor?

E Deus explicou-lhe.

- Depois atravessas o rio...

- O que é um rio, Senhor?

E Deus explicou-lhe.

- Do outro lado sobes a montanha...

- O que é uma montanha, Senhor?

E Deus voltou a explicar-lhe...

- Na montanha encontrarás uma caverna...

- O que é uma caverna, Senhor?

Deus (já bufando) explicou-lhe.

- Na caverna está uma mulher...

- O que é uma mulher?

E Deus voltou a explicar-lhe.

- Quero que com ela te reproduzas.

- E como é que eu faço isso, Senhor?

E Deus (mais uma vez), lá lhe explicou de novo.


Então Adão desceu o vale, atravessou o rio, subiu a montanha, encontrou a caverna e...
dez minutos depois estava de volta.

Deus, já profundamente irritado:

- Que foi agora?!?!

- O que é uma enxaqueca, Senhor?



Ah, pois é!
Reparem que, apesar de a mulher ter sido criada depois... já sabia bem mais !!!
;)

domingo, 12 de outubro de 2008

Sexy sexy é isto!!! Ahhh ganda homem!

Aos mais sensíveis por favor não carregar no play, imagens eventualmente chocantes. É um artista pois claro!




Bom inicío de semaninha ehhehehehe!

Isto sim é O MEDOOOO!!!!

Abreijosssss

Nu feminino…

Continuado a dizer (só porque me fica bem) que não respondo a provocações, decidi aproveitar a introduções cultural sobre a fotografia, que a Pax fez, para ilustrar a parte que ela apenas mencionou e que (a mim) mais me interessa: o nu feminino.
O que segue é apenas uma pequena ilustração, com alguns exemplos, não pertence ser uma exemplificação de todo exaustiva de tudo o que poderia abarcar a designação "nu feminino".

Comecemos então com alguns exemplos de fotos (não sei se) dos primórdios mas são antigas (ou pelo menos parecem):




Passando para exemplos manifestamente já do século passado…



Embora gostos não se discutam, poderemos dizer que nem todas estas mulheres são exemplos de seres esculturais mas, na minha opinião, têm sempre o seu quê de sensual…

Aqui faço um pequeno desvio da fotografia para mencionar um artista que tinha por lema a seguinte frase: “what is more beautiful in the world than a beautiful girl?” Alberto Vargas fez inúmeros desenhos como os que seguem para a revista playboy…




Pegando na deixa da plaboy, passo para as fotos a cores que puderam ser apreciadas nas páginas dessa revista:




E acabo com apenas mais 3 exemplos: uma ruiva, uma loura e uma morena…



Como disse, não foi minha intenção ser exaustivo… tentei sim apresentar imagens que, sendo ilustrativas (da beleza feminina), não ofendessem quem as vê… sim porque queria agir de acordo com o resultado da votação e retirar o aviso sobre conteúdos do nosso blog mas, por enquanto, não vejo que estejam reunidas condições para isso… por mim vou fazer uma semana de reflexão…

Caros leitores, espero que tenham gostado.
Caras leitoras espero que não tenham ficado muito “ofendidas” ;)

Desejo uma óptima semana a todos (e um bom resto de domingo para quem ler ainda hoje).
FATifer

PS – Afrodite, eu disse que não era xeque mate! :P

sábado, 11 de outubro de 2008

Pratos quentes (servidos frios)

video

.

FAT e agora? A vingança da mulher dos tremoços chegou? Eu e a Pax juntas somos terriveis. Upa upa se somos! Queres mais ou já vemos ao longe tu a acenares a bandeirinha branca??? Olha este vídeo nos cartões multibanco como a Naturezas sugeriu? Hmmmm? Que tal meninas? Aprovam???? :)

Temos aqui de tudo, homens a dançar, cheios de truques, eles é elefantes, eles é ventoinhas ehehehhehehe....do melhor, temos tamanhos, temos grossuras, temos jeitosos, temos feiosos...qual escolhem??? E a música entra ou não entra....no ouvido??? :)

Fat...Xeque Mate??? ;)

Abreijinhossssss

.

Nu masculino

.
Como forma de protesto pelo "ajavardamento" generalizado que as fotos aqui publicadas faziam suspeitar (as femininas, claro, que as masculinas sempre foram artísticas); decidi escrever algo mais na linha do que este blogue pretende:

Algo altamente cultural e que faça valer o click a mais pelo aviso de conteúdos (que tem, neste momento, as horas contadas).

.
A arte da fotografia começou a desenvolver-se entre 1830 e 1840.

No inicio servia apenas para retratar indivíduos e apenas os com poder económico para terem acesso ao perpetuar da sua imagem pela foto.

O que antes apenas tinha sido possível aos nobres, pela pintura, acabou por se ir tornando acessível a todas as classes sociais.

Os fotógrafos desde logo compreenderam que havia um novo mercado a emergir . Surgiu, então, a comercialização de fotografias que já não retratavam apenas pessoas em poses formais, mas também casas, ruas, cidades, objectos, paisagens e, finalmente, os nus.

(Peço desculpa, faz de conta que foi sem querer, mas além de o nu ser incontornável, tenho de justificar o titulo)

Curiosamente (ou não), os primeiros nus eram exclusivamente femininos.

Como a maioria dos homens não gosta (ou não admite gostar) de se ver nu, também não se questionou se alguma mulher poderia admirar a beleza artística contida num nu masculino. Que um homem pudesse admirá-lo dessa forma, então mais impensável ainda.

Em 1887 surgiram os primeiros nus masculinos, nos Estados Unidos.

Foram publicados com fins científicos mas, ainda assim, causaram um enorme escândalo o que, por sua vez, serviu de estimulo a que novos autores e novas fotos surgissem, já com intenções artísticas.

Desde então, o mercado para este novo género, nunca mais parou de aumentar.

Curioso também é que, até à década de 60 do século XX, em muitos países, o nu masculino era ilegal e não podia ser considerada forma de arte em fotografia.
Na época, fotos artísticas de nus masculinos eram ignoradas pelos críticos pelo facto de se sentirem incomodados pela visão do pénis e consideravam "o nu masculino como um território restrito aos homossexuais e às feministas que queriam ver os homens em situação reduzida e vulnerável".

Com mais ou menos arte, com mais ou menos cor, com mais ou menos beleza física... a verdade é que este meu contributo cultural não poderia passar sem exemplos.

Os mais "artísticos" que encontrei foram estes (mas atenção, companheiro de blogue, que ainda não dei este tema por encerrado).

E, claro, "Homem", "Futebol" e "Arte" são coisas absolutamente indissolúveis... portanto...

acho que os exemplos são do melhor!


















quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Eu não respondo a provocações!

Pois é, embora já saiba que serei “acusado” de ter começado as “hostilidades”, “acusação” que desde já repudio, muitos (muitas para ser mais exacto) poderão ver este texto como uma resposta aos dois anteriores mas não é essa a minha intenção (ou pelo menos é o que digo!).

Encontrei as imagens abaixo no meu arquivo, recebi-as por mail já não sei dizer quando. Olhei e perguntei-me: seria esta uma forma eficaz de combater a crise financeira de que tanto se fala?


Acho que pelo menos alguns (homens) poupariam mais as notinhas, o que vos parece?

FATifer

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Já agora, vai um docinho???

Gomasssss!!! Vai uma???



Nem acho piada a Sushi mas este está bem servido! Marchava???


Uma bolachinha com pepitas de chocolate???





Um qualquer coisa com natas??? Cappuccino??? Whatever, parece-me bom!!!

Já que estamos numa de rebarbadas, aqui vai o meu contributo ;)! Fico-me pelo Sushi ou uma gomazita. E tu?

Abreijinhos

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Liberdade de cálculo

.
Como forma de retaliação (perfeitamente compreensível, não acham?) pelo abuso no post que habita aqui por baixo deste e (lembrem-se), imediatamente após a ideia de retirar o aviso de conteúdos por parte do FATifer...

Segue em anexo uma imagem bem mais artística, onde dou a liberdade de colocarem o triângulo, a circunferência, o quadrado ou tudo aquilo que entenderem, exactamente onde quiserem e para fazerem os cálculos que bem vos apetecer!
Estão à vontadinha!






P.S.
Sim... e não me importava nada de ser analista!

domingo, 5 de outubro de 2008

E tu queres estudar?

Esta frase com que o Crest© remata este post fez-me lembrar a imagem abaixo:


Não sei se respondi à pergunta?...

FATifer

PS – não, não sou engenheiro civil.

sábado, 4 de outubro de 2008

Memórias… II

Hoje voltei à minha faculdade – foi constituída, finalmente, a Associação de Antigos Alunos e eu não podia faltar à primeira Assembleia Geral!

Entrei no campus e foi como a primeira vez… mas ao mesmo tempo vieram à lembrança tantas memórias…

Estacionei a minha pequenina onde sempre a estacionei, aliás escolhi ir nela pois tinha toda a lógica, afinal foi nela que fiz o mesmo caminho que fiz hoje durante tantos anos…

Enquanto arrumo o capacete (que já não pode ir para o cacifo como era hábito) olho para a cantina, vejo de fora o canto em que o meu ano se juntava – desde o primeiro ano e durante alguns aquele canto era nosso à hora de almoço – relembro os pedaços de pudim a voar por cima da minha cabeça…

Olho as arvores em volta do edifício do meu departamento, estão maiores… resisto à ideia de entrar no edifício… as memórias já me chegam… aquela aula em que quase adormeci por ter feito uma directa a ver os Óscares… as aulas práticas de 4 horas... aquele professor que nos fazia rir não deixando de nos ensinar… o outro que arranjava sempre uma maneira nova de nos chamar burros em todas as aulas… a outra que sabia tanto mas tanto, que dava palestras e não aulas e o seu clássico “como os srs sabem” mas nós ainda não sabíamos! …

Invade-me a melancolia e penso que devia escrever estas linhas para a libertar…

Chega a minha colega por quem esperava. A melancolia passa a segundo plano e vamos para o almoço e depois à assembleia. Não apareceu muita gente, principalmente tendo em conta o número de pessoas que podiam (e deviam) ter aparecido mas já seria de esperar … alguns não deviam querer recordar como eu recordei…


FATifer

Votação aviso sobre conteúdos.

No início deste projecto concordei que fazia sentido ter um aviso sobre conteúdos à entrada – e penso que a leitura dos primeiros posts ainda o justificam. No entanto, dada a ausência da China Girl e a abstinência da Afrodite (os elementos desta equipe mais dados à produção de textos que justificam o referido aviso) e levando em consideração o questionar por parte de alguns leitores da necessidade do aviso, decidi colocar à votação de quem importa – quem nos lê – se devemos ou não manter o aviso de conteúdos à entrada deste espaço.

Assim agradeço que deixem a vossa opinião para que no fim da votação possamos agir de acordo com vossa vontade.

Obrigado,
FATifer

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Invejo…


Invejo todos aqueles que têm certezas! Todos aqueles que sabem o que querem, que sempre souberam. Todas as crianças que queriam ser astronauta, bombeiro ou médico e foram!
Invejo quem faz planos concretos, dos que se conseguem cumprir… invejo porque não sou assim, nunca soube bem o que quero (no big Picture), nunca tive apenas um interesse ou poucos, sempre quis saber muitas coisas... mesmo excluindo algumas à partida … ainda sobra tanta coisa… gostava de ser menos “ambicioso”, mais focalizado… ser mais “normal”, ou talvez não, porque assim não seria eu!


FATifer