sábado, 28 de março de 2009

Viagens no meu mundo… III


À primeira vista esta foto (de minha autoria) parece de um qualquer país tropical mas não é, trata-se de uma pequena porção (“zoomada”) do que se podia ver anteontem ao fim da tarde da minha varanda… não acreditam? E a imagem a baixo? Sim?



Também com o zoom no máximo mas é outra parte do que se podia (e pode) também apreciar da minha varanda…

Porque quis partilhar isto? Porque sei que tenho andado meio desaparecido (ou pelo menos não tão participativo neste mundo bloguístico como poderia e já fui). Achei que devia esta satisfação a quem lê… a maior parte do meu tempo livre tem sido ocupado neste projecto pessoal… poder-se-á dizer que estou absorto no meu mundo…

Deixo-vos com uma foto de uma das tarefas ainda pendentes - o reabilitar da minha primeira secretária que tenho desde criança… (a foto também é de minha autoria, claro!)



Votos de um bom fim-de-semana para todos (mesmo com menos uma hora!)

FATifer

terça-feira, 24 de março de 2009

Há dias que…

Hoje, como normalmente, acordei bem disposto. Não tenho uma razão para isso… já disse que me considero um privilegiado por ter uma vida que muitos gostariam de ter (embora outros possam não concordar). Hoje, no entanto havia uma razão, tive o privilégio de almoçar muito bem acompanhado; de conhecer em pessoa mais dois elementos deste mundo bloguístico; de chorar a rir com… quem lá esteve sabe do que estou a falar!

Só com este almoço o dia já tinha corrido bem e seria digno de registo nas minhas memórias mas ainda não tinha acabado… é verdade… ainda faltava encontrar uma amiga de infância que me disse uma frase que ainda não me saiu da cabeça:

“tu tás com ar de patrão!”

Pena que seja só mesmo o ar mas pode ser um bom começo (isso se a minha aspiração na vida seja ser patrão – que não estou certo que seja). A frase deixou-me a pensar pois, ela disse-o como um elogio… isto dito por alguém que me conhece desde os 3 anos de idade, tinha que me deixar a pensar! (sim, já sei, como se eu precisasse de desculpa…)

E… o dia ainda não tinha acabado (sim Pax comprei o tecido para os cortinados como te disse). Ainda tive tempo de comprar a prenda de anos para um amigo… e encontrar outra amiga que não via há muito (embora soubesse que a veria/verei em breve, no meu aniversário).

Há dias… que vale a pena estarmos vivos para os vivermos!


FATifer

domingo, 22 de março de 2009

Realmente…


Encontrei este cartoon nos meus arquivos e achei que ficaria bem na sequência de textos em que estamos por aqui…

Quem quiser pode falar de fruta… (agora lembrei-me de uma frase de uma personagem de uma novela, do tempo em que eu via novelas, “olha os meus melão”, lembram-se dessa frase?)

Falar de sexo sinceramente não vejo porquê mas… (LOL)

Mas como na maioria dos cartoons temos aqui, para além de um sorriso, uma hipótese de reflectir um pouco, neste caso, sobre a delicadeza com que certas perguntas nos são feitas (por exemplo).


Fica a imagem e a (minha) curiosidade de ver que comentários vai suscitar…


Uma boa semana para todos,
FATifer

quarta-feira, 18 de março de 2009

Desdeprimir

.
.
Conhecem melhor maneira de desdeprimir do que ver uma gaja mais mal jeitosa do que nós?!

Eu não!!!!!
:)

Garanhão!!!!

E a ficha técnica dele diz:

"Garanhão:
Sou um machão bem viril e faço sexo virtual pelo telefone e via MSN, como quiserem e preferirem. Só aceito contactos de MULHERES com mais de 18 anos. Não tenho preconceitos sexuais. Espero pelos vossos contactos. Faço tudo de borla. A mim só me interessa dar e receber PRAZER. Beijos ardentes. Envio para todas as interesadas colecção minhas de 30 fotos completamente todo nú.
Contactos:
Telemóvel: 965636498
.
Meninas MSNénicas, bora adiciona-lo nas nossas orgias de MSN??? ehehehehheeh!
.
Abreijinhos e tenham bons sonhos depois destas imagens DO TERROR!!! :)
.
P.S. - Pessoal, clickar na foto para ver muito melhor os detalhes do GARANHÃO!!!

domingo, 15 de março de 2009

Memórias… III

Pensado nos últimos dois textos aqui deixados, um por cada uma das deusas com quem partilho este espaço, lembrei-me de um episódio da minha vida, do qual só tenho a memória porque a minha mãe adora contá-lo. Decidi partilhá-lo convosco:

Imaginem um menino com 2 anos, não mais, que vai pela rua fora (quando era pequeno nunca gostei de andar de mão dada e tinha um pacto com a minha mãe, desde que não atravessasse a rua ela deixava-me andar à minha vontade). Era hora de almoço, na berma do passeio um camionista sentado na cabine do seu camião de entregas, com a porta aberta, atira para o chão o lixo do resto do almoço. O menino para olha para cima e diz:

- Isso não se faz! A minha mama diz que o lixo é para se pôr no caixote.

Escusado será dizer que o sr camionista ignorou por completo a reprimenda e quem ficou constrangida foi a mãe do menino com aquela cena…


Hoje em dia não faço destas cenas… não por falta de oportunidade mas porque, por mais que lute por manter viva a criança que há em mim, ela já não é tão descarada assim…


Fica a partilha deste pequeno episódio da minha infância e o pedido de desculpa, a quem lê, pela minha falta de escrita mas entre falta de tempo e de inspiração… e como penso já se terem apercebido, por aqui não se escreve por escrever, escreve-se quando se tem algo a dizer, por mais trivial que seja ou pareça ser… :)


Votos de um bom domingo e boa semana para todos,
FATifer

sexta-feira, 13 de março de 2009

Super Mulheres!!!!

Bem...como os meus companheiros de blogue estão caladinhos e a malta quer é actividade de dedos...hoje escrevo eu :)! Ando inspirada...deve ser das conversas MSNénicas (eheheheh é tua Who Am I, pagamos direitos de autora) que algumas de nós vão tendo à noite. Recomendam-se, são fenomenais!!! :)

Posto isto, vou então escrever sobre A Mulher, não no dia da Mulher que já passou mas num dia como outro qualquer em que resmas de mulheres exercem a sua função na sociedade, de MULHER! Pois e eu acho que não há igualdade, longe disso...e então porquê? Porque agora em vez de mulheres/mães, mulheres/donas de casa...somos...

  • mulheres/carreira (sim porque não podemos ficar em casa porque as despesas não o permitem, mesmo tendo marido),
  • mulheres/mães (que dá muito gosto mas cada vez temos menos tempo para eles),
  • mulheres/filhas (porque os nossos pais precisam cada vez mais de nós, nesta sociedade de pressas e stress),
  • mulheres/escravas de casa (sim que a vida não está para mulheres a dias e ter a casa arrumadinha é necessário),
  • mulheres/cozinheiras (sim que é preciso comer)
  • mulheres/sensuais sexuais (ou o gajo troca por outra, se nos descuidamos na aparência eis que surge uma colega de trabalho que os seduz no seu melhor),
  • mulheres/super (sim que não há maiores e mais lindas que as que como nós são multi-funções)


Onde anda a igualdade da coisa??? Eles, na sua grande maioria são sujeitos a tanta pressão como nós mulherespauparatodaaobra?

Será que estamos melhor que as nossas avózinhas???

Por vezes tenho dúvidas...

Abreijinhosssss pessoal da Orgia :)

segunda-feira, 9 de março de 2009

Verguenzas

.
Imaginem:
.
Cenário:
Uma loja de crepes de um shopping.
.
Protagonistas:
Três amigas que vão provar os crepes doces.
.
Posição:
Barrigas encostadas ao balcão, esperando que o empregado coloque os crepes pedidos nos respectivos tabuleiros.
.
Testemunhas:
Os três empregados e as várias pessoas coladinhas atrás e que também esperam a sua vez.
.
Inicio da conversa:
- O meu é com banana e chocolate, que a Afrodite diz que a banana fica bem em tudo!
.
Momento:
Chega o empregado com o crepe de banana.
.
Continuação da conversa em alto e bom som:
- Aiii! Isto é banana que se apresente?! Toda mole e às fatias?!
.
(E baixando ligeiramente o tom):
- Pensam que isto é algum mealheiro...
.
Risinhos mais ou menos abafados até ao fim da fila.

Pedido da cliente desconhecida que vinha atrás:
- Eu quero com bola de gelado Tiramissu.
.
Resposta da amiga dela:
- "Tira m'isso?!" Também tu?!?!?!
.
Conclusão:
Depois desta verguenza, tão cedo ninguém me apanha no Colombo!
.

.
Eheheheheheh, há amizades impagáveis. Ai há, há :)

.
.
P.S.
... só para o caso de não estarem a ver bem a coisa...
.

quinta-feira, 5 de março de 2009

Promessa cumprida!

.
Objectivo 1 : Cumprir a promessa de fazer um post semelhante ao dos bonitões, mas com fotos femininas

















.







Objectivo 2 : Animar os Homens








.




.




..

.





Objectivo 3 : Dar a conhecer a riqueza e sensualidade do passado

















.
.







Objectivo 4 : Animar os Homens








.




.




.




Objectivo 5 : Mostrar a riqueza e sensualidade de outras culturas


.






.






Objectivo 6 : Animar ainda mais os homens








.

.
.
.

.





.


Esta foto não tem objectivo. A modelo costuma encontrar-se no Afeganistão (Quando se entra, na terceira rua à esquerda -é fácil encontrar)










.
.
.
.
.
.
.
.






.
P.S.
Desta vez peço desculpa às meninas, pelo excesso de areia que lhes possa ter entrado para a vista.
.
;)

quarta-feira, 4 de março de 2009

Aviso Importante!

.
Aviso:

Meninos visitantes deste blogue

A pedido de várias famílias (principalmente a família que o "A" representa), amanhã serão aqui publicadas fotos femininas, como compensação para os homens pelas fotos masculinas que foram hoje publicadas.

Como as imagens podem ferir pela beleza das modelos (ou quantidade de pele desnudada), fica desde já o aviso.

:)

Mais petiscos :)

.
Objectivo 1 : Mitigar a fomeca de carne que a Quaresma provoca.



.

.

.

.

.

.

.

.

.

.
Objectivo 2 : Animar a Afrodite.



.

.

.

.

.

.

.

.

.
.
.

.

..

Objectivo 3 :Divulgar a Arte.



..

.

.

.

.

.

.

.

.

.
.

.

.

Objectivo 4 :Animar a Afrodite.

.

.

.

.

.

.

.

.

.
.
.

.

.

Objectivo 5 :Reconhecer a perfeição da natureza.

.

..

.


.

.

.

.

.

.

.
.

.

.

.
Objectivo 6 :Animar a Afrodite.


.

.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Esta foto não tem objectivo. O modelo costuma encontrar-se perto de uma gruta na Arrábida... ;)
.

.

.

.

.
.
.
.
.
.

.
.
.
.

.

P.S.

Espero que os objectivos tenham sido cumpridos e que o sacrifício voluntário do FATifer tenha valido a pena, que ainda está a contorcer-se com dores por causa da areia que lhe entrou para os olhos!

;)

segunda-feira, 2 de março de 2009

Mais iguarias gastro-nómicas

..
Como diz o FATifer, não queremos fama sem proveito, portanto, continuamos com a gastronomia.

Desta vez lembrei-me de vos desafiar para contarem aqui coisas de que gostam mas que, para outros, possam parecer estranhas.
Comer ou beber.

Eu começo:
.
- Quando era bebé (essa fase pode considerar-se como tendo mais de três décadas), só comia o Nestum se levasse bacalhau cru, salgado, desfiado por cima.
- Só gosto da cerveja depois de uns segundos no microondas, para ficar morna e com (pelo menos) três pacotes de açúcar dentro.
.
... e continuaram:
.
- Gosto de sandes de pão de forma e batatas fritas de pacote. E molhava as batatas fritas em coca-cola. E gosto de alface na canja.
- Batido de coca-cola (sim, leite + gelo + coca-cola).
- Bebia perfumes (não gosto de Gin porque sabe a uma água de colónia que se vendia em Ayamonte). Roia os batons para ver se sabiam à cor. Comi bolaxas Maria com Nívea na praia. Adoro creme de cenoura com maçã.
- Um charuto do meu pai (a pensar que era chocolate). Sandes de frango com manteiga de amendoim e maionese. Sopa de fruta (salada de fruta com sumo de laranja, com iogurte e muesli).
- Carcaça com carapaus fritos (a que se retiram as espinhas). Pão com açúcar. Pão com cebola.
- Sandes de queijo manteiga e marmelada,. Pão com açucar amarelo e manteiga. Pão com banana e queijo. Carapaus fritos dentro do pão (nem tiro espinhas se forem dos pequeninos).
- Sandes de coiratos.
- Pão com banana e queijo ou só queijo e banana. Banana e nozes. Batatinhas de pacote molhadas no yogurte. Pão com leite condensado. Pão com açucar e manteiga. Pão com manteiga e chocolate. *
- Fartava-me de comer papel.


* Este comentário foi barbaramente censurado por possuir ainda palavras como "ranhoca", "macaco", "espermatozóides" e "cocó" ;)
.
.
.

domingo, 1 de março de 2009

Como passei a gostar de favas…


Tal como disse à Pax que faria (porque ela me fez lembrar esta história no comentário em que disse não gostar de favas), aqui estou para contar esta minha memória.

Como também já referi num comentário, em termos de comida, penso não ter nada que não goste (do que já experimentei claro; e nada tenho contra experimentar coisas novas), as favas eram, talvez, a única excepção que deixou de o ser aos 10 anos. Então foi assim:

Num belo dia (não sei precisar a data pois, como compreenderão, com essa idade não mantinha registos das minhas actividades :P) o meu avô veio-me buscar pois estava na altura de ir tirar o bilhete de identidade pela primeira vez. Não sei se se lembram mas nesses tempos (pré-históricos) não havia lojas do cidadão, pelo que tinha que se ir ao arquivo de identificação que, na altura, se situava no edifício da PJ (rua Gomes Freire), e assim foi, lá fomos nós de autocarro.

Não havendo lojas do cidadão, como disse, não eram muito mais pessoas pelo que o resultado foi que, comprar impressos não comprar, entregar não entregar, medir e deixar impressão digital e quando estávamos despachados já era mais que hora de almoço. Ora o meu avô não mora assim tão longe (será cerca de um quilometro, dito assim pode parecer muito mas se disser que é do outro lado do bairro já parece menos), no entanto a vontadinha de comer era grande (não costumo falar em fome pois, como a minha mãe diz que o meu bisavô dizia, nós não sabemos o que é fome (felizmente digo eu) ele sim tinha sabido na infância, por isso dizia com toda a autoridade esta frase). Quando o meu avô me perguntou se queria almoçar em casa dele não pensei duas vezes (mesmo sem saber o seria o almoço). Lembrou-me como se fosse hoje:

- Boa tarde vó.
- Boa tarde meu neto.
- Ele vai almoçar connosco, vou telefonar à mãe a avisar.
- O que é o almoço vó?
- Linguado frito com favas, gostas?
- Aaa… favas… nem por isso mas…
-Não gostas de favas, é tão bom!...

Comi e souberam tão bem!… acho que foi neste dia, com as favas, que comecei a apreciar o amargo, o acre… e desde aí como favas normalmente. Não digo que adoro favas ou que seja o meu prato favorito mas como com gosto sempre que encontro.

(eu sei que não são linguados mas foi a melhor foto que encontrei pla net…)


E foi assim que passei a gostar de favas… uma história simples mas uma memória que muito prezo.


Como já disse, gostos são gostos e os meus envolvem apreciar tudo o que seja para comer!



Votos de uma boa semana para todos,
FATifer