sábado, 21 de janeiro de 2012

Monólogo de mim… VI

Não sei se é porque a minha menina (moto) não está pronta ou porque arranjei uma constipação daquelas que vai tornar o fim de semana “divertido”, volto a um verso que por várias vezes apresentei por aqui:


“Falhei em tudo.
Como não fiz propósito nenhum, talvez tudo fosse nada.
(In tabacaria de Fernando Pessoa)

E penso: “Este é o segredo dos cobardes como eu, não fazendo planos não falhamos mas também não atingimos nada…”e lembro-me de outra frase: (que encontrei traduzida)

Existem três tipos de pessoas: as que deixam acontecer, as que fazem acontecer e as que perguntam o que aconteceu.
(John Richardson Jr)

Gosto de pensar que me incluo no primeiro tipo citado… mas por vezes duvido… salto para outra citação:

"When you really want something you find a way.
When you don't you find an excuse!"

… dou por mim a pensar quantas vezes realmente não foi a desculpa que, mesmo  inconscientemente,  acabei por arranjar?...

Sou um privilegiado em poder “perder” o meu tempo a pensar nisto, é verdade…
E volto ao poema já citado de Pessoa:

“... Em que hei de pensar?
Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso ser tanta coisa!”

… às vezes canso-me de mim, de me analisar e de analisar o que me rodeia… gostava de conseguir desligar, não pensar…

A angústia existencial costuma ser algo que se manifesta em mim ao domingo e quando o tempo está muito diferente do dia de sol que temos hoje mas não há regra sem excepção…
Gostaria de poder dizer com convicção, os versos com que vou terminar mas, no fundo, sei que vai ser apenas mais um domingo (e neste até tenho a desculpa de ter de curar a constipação!)

“Domingo que vem
eu vou fazer as coisas mais belas
que um homem pode fazer na vida!”
(in Domingo de Manuel da Fonseca)

FATifer

Sem comentários:

Publicar um comentário

Este local serve para largar comentários, daqueles, dos inteligentes e com sentido...todos os outros, que consideremos que não cumprem esses critérios, serão eliminados prontamente. Mais...anónimos amigos por favor identifiquem-se, já basta não conhecermos a cara...pelo menos o nome/nick.
Desde já o nosso agradecimento, voltem sempre!

Ah! E a pedido da nossa estimada leitora Van, passamos a avisar que a leitura deste blogue engorda!