domingo, 5 de julho de 2009

Cerejas!

.
Eu achava que gostava de homens com sentido de humor...
.
"As mulheres são como as cerejas!
A gente começa sempre a comer pelas mais bonitas mas acaba por comer todas na mesma!"
.
. . . . . . ... mas acabei de mudar de ideias!
.

27 comentários:

  1. Sandy,

    Pois explica!
    (Só ainda não decidi se gosto de tudo o que isso explica...)

    :)

    ResponderEliminar
  2. Ponto1 – como sabes, detesto generalizações.
    Ponto 2 – por mais que, como já referi, considere que tenho um sentido de humor muito particular, esse teu “mudar de ideias” quer dizer que deixaste de gostar de mim? :(
    Ponto3 – quem é o autor dessa pérola? (há gajos que não sabem estar calados)

    (e chega de pontos…)

    Beijinhos,
    FATifer

    ResponderEliminar
  3. FATifer,

    Ponto 1 - Não tenho culpa nenhuma que os homens sejam TODOS umas pestes e a palavra TODOS seja considerada uma generalização! (Eheh, just kidding).
    Ponto 2 - Ainda não... mas vou lembrar-me de nunca ir vestida de vermelho para cafézinho nenhum... ;)
    Ponto 3 - O autor da pérola arrependeu-se uns três segundos depois de o ter dito!

    Beijos e bom domingo!

    ResponderEliminar
  4. SRRAJ,

    Quem diz a verdade...
    ESTÁ SUJEITO A ENGASGAR-SE COM ALGUM CAROÇO!

    Eheheheh

    Beijos ;)

    ResponderEliminar
  5. mas há cerejas com bicho... logo há que ter cuidado com as mulheres que se comem, é que... pois, o bicho...

    ResponderEliminar
  6. Paulo,

    Pela lógica, as bichosas ficam no fundo do saco mas acabam por marchar na mesma!

    :)

    ResponderEliminar
  7. ehhehehhehe Que humor refinado que os homens têm ehehhehehhe

    ResponderEliminar
  8. Whozinha,

    Se passassem por uma refinaria, aposto que ainda ficavam melhores!

    ;)

    ResponderEliminar
  9. Há homens que têm uma sensibilidade espantosa!

    Por acaso, não chamo a isso sentido de humor... mais aquela bestialidade de olhem-pra-mim-tão-garanhão! Coitado(s)...

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  10. Teté,

    Embora tenha sido dito a rir, no minimo é um sentido de humor de gosto duvidoso, lá isso é!
    E, dependendo das circunstâncias, pode ser ainda pior que bestialidade!

    Beijos :)

    ResponderEliminar
  11. antes comer que deixar estragar e ganhar bicho.

    ResponderEliminar
  12. Já dizia o Reverdy que «a carícia é o produto de um longo polimento da bestialidade». E essa frase é meramente ficcionada para o humor. Precisaria de um longo polimento da bestialidade aparente.

    ResponderEliminar
  13. A,

    O problema é que quanto mais tempo fica no fundo do saco enquanto as mais bonitas vão sendo comidas, mais bicho vai ganhando! (O que, aparentemente para alguns, são meros detalhes!)

    :)

    ResponderEliminar
  14. Vilão,

    Bem vindo :)

    Há frases que, dependendo das circunstâncias, dificilmente algum tipo de polimento lhes tiraria a "bestialidade aparente".
    Mas aceito que pode ter piada, aliás foi dita com esse objectivo. (Mas também sou suspeita, que acho piada a coisas que não lembrariam nem ao diabo).

    ResponderEliminar
  15. andas um pouco tristonha, não? :)

    devias saber que os homens gostam de fazer extensos paralelismos entre fruta e a sua vida sexual/amorosa, e que isso não é nada de mau, nem de premeditado. certamente deverá ter algum ponto de inicio há 4 milhões de anos, quando ainda nos balouçávamos de àrvore em àrvore, tentando compreender os mistérios do mundo recorrendo a aquilo que conhecíamos. neste caso bananas e papaias e pronto, foi um hábito que foi ficando.

    ResponderEliminar
  16. A,

    Mesmo quando ando "um pouco tristonha", tu consegues animar-me sempre! Obrigada!
    Ah! E já que os homens gostam de fazer esses paralelismos entre a fruta e a vida sexual/amorosa (entenda-se "mulheres"), que tal esta:

    - Os homens são como os melões: é preciso apalpar o cú a muitos para encontrar um bom!

    P.S. Gostei da tua explicação para esses certos hábito que foram ficando... às tantas foi isso mesmo :)

    ResponderEliminar
  17. Cheia de preguiça, esticou os braços.
    De olhos fechados, mal sentia o corpo, ainda trôpega de sono.
    Apetecia-lhe voltar a mergulhar nas águas transparentes do recife, abandonar-se ao sol sobre as areias brancas, voltar a adormecer à sombra dos coqueiros.
    Um torpôr agradável assaltou-lhe o corpo e ela permaneceu imóvel, de olhos fechados, em êxtase.
    Podia ouvir o mar.
    Ondas mansas desfaziam-se em espuma na areia. A praia, vazia, era só uma imensa extensão branca e verde, pejada aqui e ali de rochas solitárias, ainda a escorrer água da maré alta.
    Mesmo de olhos fechados, era fácil imaginar o azul forte do céu, as velas brancas dos veleiros sulcando as águas, as cabanas de madeira pendendo sobre a lagoa cor de esmeralda.
    E o silêncio... ah, o silêncio...
    Aquela ausência aboluta de tempo, de horários, de ruídos de fundo, de jornais, de televisão...até a ausência de sapatos... só a música de fundo do bater das ondas na praia, o abanar da copa dos coqueiros e das palmeiras.
    Deixou-se ficar imóvel, quase ausente do corpo, imersa em sensações de paz, de uma profunda paz que lhe tomava de assalto o espírito, como se até os próprios pensamentos surgissem agora em câmara lenta, a um ritmo quase tão lento como o próprio respirar...
    Pelo menos uma vez na vida, todos deveriam poder experimentar aquela sensação de paz quase absoluta, retemperadora de forças.
    O paraíso, a existir, deveria ser algo de muito semelhante...

    Sentiu que a abanavam, com extremo cuidado.
    Abriu os olhos.

    - Mãe... – tenho fome... vem fazer-me os cereais...
    - Hum... o quê?
    - Tenho fome... vem dar-me de lanchar...
    Esfregou os olhos, ainda estremunhada. Pela janela, conseguia distinguir perfeitamente o céu cinzento e aquelas gotas irritantes, cinzentas, de uma chuva que, apesar de maio, teimava em persistir, estragando o que prometia ter sido um óptimo fim-de-semana.
    - Onde está o pai ?
    - Está agarrado ao computador... tenho fome...

    Virou-se para o lado no sofá.
    - Vai dizer ao pai para te dar de lanchar... eu ainda vou à praia dar mais um mergulho...
    - Um mergulho ? Mãe ?

    Ela já deixara de o ouvir.
    De olhos fechados, ouvia novamente o mar a chamá-la.
    O mar, o sol, e uma praia de areia branca...

    ResponderEliminar
  18. Olha!!! eu conheci um tipo que fazia a mesma analogia, mas com bolas de berlim!! acabei a prometer-lhe porrada no dia em que o apanhei com a minha manita de 14 anos (na altura, e o cabrão, desculpa a linguagem, tinha 19, pedófilo dum raio).

    Sabes qual foi a declaração de amor mais "cómica" que já recebi?...
    "Gosto tanto de ti que nem me importo que tenhas borbulhas na cara"
    Não,não te preocupes que morreu ali mesmo... :DDD

    ResponderEliminar
  19. Ps - adoro cerejaaaaaaaaaaaaaaas!

    ps2 - o meu gajo tem a mania de me chamar cereja. Achas q lhe bata?...agora fiquei desconfiada pah...

    ResponderEliminar
  20. Entremares,

    ... e é tão bom quando leio algo que me apetece ler e reler...

    Muito bonito mesmo! Passa toda a paz que lá encontraste.

    Ainda que não faça anos, foi uma verdadeira prenda. Obrigada :)

    Beijos :)

    ResponderEliminar
  21. Vani,

    Com bolas de berlim?!
    Como? Tipo "as mulheres são como as bolas de berlim: lambuzam-nos até ao fim"? Eheheh

    Realamente há cérebros que deveriam ter inveja do tamanho dos caroços das cerejas!

    "o meu gajo tem a mania de me chamar cereja"

    Eu não queria deixar-te na duvida... mas também se diz que as cerejas vêm sempre aos pares... ;)

    ResponderEliminar
  22. Não, tipo "as mulheres são como as bolas de berlim, quando comes uma queres mais e mais e já não consegues parar". Sacanoso.

    Ok, então o jove vai passar a ser o cerejo...:D

    ResponderEliminar
  23. Vani,

    Então para mim, alguns homens são como os pessegos. Só em pensar que teria de os comer, arrepio-me toda! Eheheh

    (Os cerejos também ficam bem pendurados nas orelhas)

    :)

    ResponderEliminar
  24. Dear Pax - Eu gosto de homens com sentido de humor, mas gosto ainda mais de homens sinceros, honestos. Queres melhor? Agora sabes exactamente em que pé estás com esse, de pé atrás!!!

    LOL

    ResponderEliminar
  25. Gata,

    Ora bem! Com esse eu estaria com os pés todos atrás! (Com esse tipo de... hum... humor masculino, eu tenho tantos pés quanto as centopeias!)

    Beijos :)

    ResponderEliminar

Este local serve para largar comentários, daqueles, dos inteligentes e com sentido...todos os outros, que consideremos que não cumprem esses critérios, serão eliminados prontamente. Mais...anónimos amigos por favor identifiquem-se, já basta não conhecermos a cara...pelo menos o nome/nick.
Desde já o nosso agradecimento, voltem sempre!

Ah! E a pedido da nossa estimada leitora Van, passamos a avisar que a leitura deste blogue engorda!